Pular para o menu

Diretora do Sindicato defende mais controle social e menos mercado

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Postos em Supermercados
Chamada: 
Em artigo, Fátima Viana alerta para a tentativa de simplificação e manipulação do debate

Mais controle social e menos mercado

 “Se aparência fosse o mesmo que essência, não haveria necessidade de ciência”

Lênin

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

BNDES cancela participação na fusão entre Pão de Açúcar e Carrefour

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Após dias de fortes rumores, foi confirmada no início da noite desta terça-feira (12) a retirada do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) da negociação de fusão entre Pão de Açúcar e Carrefour. O movito alegado para a decisão da BNDESPar – responsável por participações acionárias do banco em empresas – foi comunicado pelo Conselho de Administração do Grupo Casino, atual sócio de Abilío Diniz na rede varejista.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Eike negocia investimento de R$ 3,2 bi com o BNDES

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O empresário Eike Batista negocia com o BNDES duas operações de injeção de dinheiro em suas empresas que, somadas, chegam a R$ 3,2 bilhões. Está em curso um processo de capitalização da MPX, braço de energia da holding EBX, controlada por Eike, que chegará a R$ 1,3 bilhão. Desse total, pouco menos da metade, ou R$ 600 milhões, virá via BNDESPar, subsidiária de participação do banco, nos mesmos moldes pensados para a fusão do Pão de Açúcar/Carrefour. A BNDESPar irá subscrever debêntures conversíveis em ações emitidas pela MPX.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Fusão de hipermercados preocupa entidades de defesa do consumidor

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Uma eventual fusão entre os grupos varejistas Pão de Açúcar e Carrefour precisa ser muito bem definida para que os consumidores não sofram prejuízos, segundo a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste).

“Principalmente quando você está falando de um mesmo segmento, porque está tendo aí um grande percentual de concentração”, disse à Agência Brasil a coordenadora institucional do Proteste, Maria Inês Dolci. Ela citou como exemplo a fusão entre os frigoríficos Sadia e Perdigão, do setor de alimentos.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo