Pular para o menu

Após cinco leilões, multinacionais já são donas de 75% das reservas do Pré-Sal

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

 

Como já era previsto, as petrolíferas estrangeiras fizeram a festa durante a 5ª Rodada de Licitação do Pré-Sal, onde arremataram mais de 90% dos 17,39 bilhões de barris de petróleo que foram leiloados. Fazendo a equivalência entre os R$ 6,82 bilhões que o governo arrecadou em bônus de assinatura e o valor atual do barril de petróleo, chegaremos a bagatela de R$ 0,34 o preço médio pago por cada barril do Pré-Sal leiloado.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
FUP
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

ANP beneficia multinacionais, reduzindo royalties dos campos maduros

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Em resolução publicada segunda-feira, 24, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) reduziu as alíquotas dos royalties do petróleo a favor das operadoras, na produção dos poços e campos de petróleo maduros. A medida atende as petrolíferas estrangeiras e abre precedentes para outros benefícios fiscais a favor das operadoras.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Multinacionais do petróleo "são corsários", diz geólogo

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Considerado o principal responsável pela descoberta do pré-sal, o geólogo Guilherme Estrella destaca o desmonte que vem sendo praticado contra a Petrobras e observa que as rodadas de leilão do petróleo brasileiro pelo Governo Michel Temer desde 2016 são "a conclusão de um projeto de país inaugurado com os 2 governos FHC".

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Gilson Sá
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Pedro Lúcio ao MOSSORÓ HOJE: "Abertura do Pré-sal representa retrocesso para o Brasil"

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

"A aprovação do Congresso em ceder a exploração do pré-Sal brasileiro para multinacionais representa um retrocesso para o Brasil”. A afirmação é do secretário-geral do Sindicato dos Petroleiros e Petroleiras do Rio Grande do Norte (Sindipetro-RN), Pedro Lúcio, publicada na edição de 6/10, ao MOSSORÓ HOJE.

A decisão foi tomada pela Câmara Federal na noite desta quarta-feira</a></strong> (05), e muda completamente o modelo de partilha do pré-sal. Essa mudança está dentro do projeto de lei elaborado pelo senador José Serra.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Foto: Bruno Martins
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Petroleiros iniciam semana de luta contra entrega do Pré-Sal às multinacionais

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A semana em Brasília começa quente, com a votação da cassação de Eduardo Cunha nesta segunda e o PL 4567/16 na pauta do Plenário da Câmara.

Se aprovado, o projeto tira a Petrobrás da operação do Pré-Sal. Os petroleiros estão novamente em peso na capital federal para impedir que a maior riqueza do país seja entregue às multinacionais. 

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
FUP
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

FUP em audiência com Serra: "É patriótico entregar nossas reservas às multinacionais?"

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O coordenador da FUP, José Maria Rangel, participou nesta segunda-feira, 28, de audiência pública no Senado, que debateu a participação da sociedade na gestão do Pré-Sal e os impactos do PLS 131/2015, que retira da Petrobrás a exclusividade na operação dessas reservas e a participação mínima em 30% dos campos. A audiência foi promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), a pedido do senador Paulo Paim (PT/RS).

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
FUP
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Projeto de Serra transfere lucro do pré-sal para multinacionais

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Alerta
Chamada: 
Especialista afirma que o projeto poderá tirar até R$ 50 bilhões da saúde e educação

O projeto de lei 131/2015, do senador José Serra (PSDB-SP), que tramita em regime de urgência no Senado e deve ser colocado em votação esta semana, pode transferir para as multinacionais os lucros que o povo brasileiro teria com a exploração dos recursos do pré-sal que, pela legislação atual, destinará 50% dos seus lucros para financiar as áreas de saúde e educação. E, para agravar o quadro, ainda colocar o país sob risco ambiental grave e desnecessário. 
 

Imagem para destaque: 
destaque
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:
Divulgar conteúdo