Pular para o menu
1335462919
LIVRO

A Privataria Tucana vai virar jornal para alcançar mais público

O jornal, com tiragem de um milhão de exemplares, irá trazer alguns trechos do livro e reportagens sobre o tema

26 de abril de 2012 às 14:55

O livro A Privataria Tucana, lançado no final de 2011 e que já vendeu mais de 120 mil exemplares, vai virar jornal. A obra relata o funcionamento da lavagem de dinheiro no Brasil e as privatizações durante o governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). Entre os principais articuladores do esquema, aparece o político José Serra (PSDB). Para que o livro se transforme em uma edição especial do jornal Brasil de Fato, uma campanha está sendo feita para a arrecadação financeira.


 O jornal, com tiragem de um milhão de exemplares, irá trazer alguns trechos do livro e reportagens sobre o tema. O autor de A Privataria Tucana, Amaury Ribeiro Jr., em entrevista à Radioagência NP, explica qual é o principal assunto abordado no livro.

“O elemento central da obra, embora ela fale sobre propinas nas privatizações, aborda de forma geral a questão da lavagem de dinheiro e do combate da lavagem de dinheiro no mundo todo.”

A justificativa para a produção de um jornal é que o preço do livro, cerca de R$ 30, não é acessível a boa parte da população, e que sua distribuição não chega a todas as cidades do país. Outro objetivo é pressionar por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Privataria.

Até o momento, foram arrecadados R$ 30 mil. Para conferir a prestação de contas e fazer doações para a edição especial de A Privataria Tucana, acesse o site www.brasildefato.com.br. Sindicatos e grupos organizados também podem aderir à campanha. O prazo para doações é até o final do mês de abril.

Fonte: Radioagência NP

Compartilhar: