Pular para o menu
1334946504
MUNDO DO PETRÓLEO

Argentina diz ver solução de impasse com Petrobras em breve

Concessão da Petrobras na área de Veta Escondida foi cassada no início do mês, sob alegação de baixos investimentos

20 de abril de 2012 às 15:28

 
Hugo Bachega


BRASÍLIA, 20 Abr (Reuters) - O ministro de Planejamento da Argentina, Julio de Vido, disse nesta sexta-feira (20) que as negociações com a província de Neuquén sobre uma área explorada pela Petrobras "estão muito bem encaminhadas", indicando que deve haver em breve uma solução para a concessão da estatal brasileira no país.

"Esta pequena diferença que surgiu, estamos em vias de resolvê-la", afirmou Vido, em entrevista a jornalistas, após reunião com o ministro de Minas e Energia do Brasil, Edison Lobão, e a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, em Brasília.

"Estamos otimistas de que deverá haver uma solução", acrescentou ele.

A concessão da Petrobras na área de Veta Escondida foi cassada no início do mês, com a província alegando baixos investimentos da estatal brasileira.

Vido, que é também o interventor da YPF, companhia petrolífera controlada pela espanhola Repsol expropriada nesta semana pelo governo argentino, disse que conversou nesta manhã com o governador de Neuquén, e que "as negociações estão muito bem encaminhadas".

Em 2008, a Petrobras havia renovado o contrato de concessão de Veta Escondida até 2027, segundo a empresa.

A petroleira, que é a operadora e tem ainda 55% da concessão na área argentina, informou que no último triênio realizou desembolsos de mais de US$ 10 milhões para buscar novas reservas de hidrocarbonetos.

A Petrobras atua em 19 áreas de produção em terra na Argentina, além de 14 áreas de exploração, três delas marítimas.

Com produção de 102 mil barris de petróleo e gás natural por dia no país, a Petrobras prevê investimentos de 1,8 bilhão de dólares na Argentina entre 2011 e 2015, segundo informações da estatal brasileira.

A área de Veta Escondida não tem produção nem reservas comprovadas, informou a província informou no início do mês.

Investimentos

Em Neuquén, localiza-se a área conhecida como Vaca Muerta, um campo não convencional que poderia duplicar a produção de energia da Argentina dentro de uma década. Na zona petrolífera, a YPF, expropriada pela Argentina nesta semana, conta com boa parte das concessões.

Segundo o ministro argentino, a visita ao Brasil também teve o objetivo de aprofundar a parceria entre os dois países, aprofundando os investimentos da Petrobras.

Vido afirmou que a nova YPF e a Petrobras têm grande desafio em fazer negócios juntos.

Já o ministro Lobão afirmou que Petrobras tem previsão de investir 500 milhões de dólares na Argentina neste ano.

 

Fonte: Portal UOL

Compartilhar: