Pular para o menu
1412697057
ECONOMIA

Greve dos bancários: saiba quais Estados encerraram a paralisação

No RN, a categoria aceitou a proposta de reajuste salarial de 8% e retornou ao trabalho nesta terça, 7

07 de outubro de 2014 às 12:50

Portal EBC07.10.2014 

Em greve desde 30 de setembro, bancários de todo o país realizam assembleias nesta segunda-feira (6) para decidir sobre o fim da paralisação. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a maior parte dos sindicatos já decidiu aceitar proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e voltar ao trabalho na terça-feira (7).

A proposta reajusta os salários e demais verbas em 8,5% (aumento real de 2,02%), o piso salarial em 9% (2,49% acima da inflação) e o vale-refeição em 12,2%, além de contemplar outros avanços não econômicos, como mecanismos de combate às metas abusivas e o assédio moral.

De acordo com a Contraf-CUT, com os novos reajustes, os bancários acumulam aumento real de 20,7% nos salários e de 42,1% desde 2004, período em que todos os anos conquistaram aumento acima da inflação.

A greve continua no BNB e no Banco da Amazônia. As assembleias dos estados onde os dois bancos atuam rejeitaram a proposta e fazem novas assembleias nesta terça. Ainda segue a greve no Banrisul, com nova negociação nesta terça.

A maioria das assembleias também aprovou as propostas específicas apresentadas pelo Banco do Brasil (BB) e pela Caixa Econômica Federal (CEF). No entanto, as propostas do BB foram rejeitadas, e haverá novas assembleias nesta terça-feira, em Porto Alegre, Curitiba, Paraíba e Roraima. Já as propostas da Caixa foram rejeitadas em Florianópolis, Bahia, Amapá e Roraima.

A greve já acabou nas seguintes localidades (até as 10h20):

Alagoas
Com exceção dos vinculados ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB), decidiram retornar às atividades nesta terça a partir das 10h.

Amapá

Amazonas
Com exceção do Banco da Amazônia (Basa), que não aceitou a proposta e continua a paralisação. A partir desta terça-feira (7), os bancos privados, além da Caixa Econômica e Banco do Brasil, voltam ao seu funcionamento normal, às 9h.

Bahia
Bancários decidiram que a greve da categoria permanece em apenas dois bancos na Bahia: Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Ceará
Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), com sede em Fortaleza, continuam a paralisação.

Distrito Federal
 

Espírito Santo
 

Goiás
Funcionários do Banco do Brasil e bancos privados de Goiás decidiram encerrar a greve nas instituições após assembleias realizadas nesta segunda-feira (6), em Goiânia. Bancários da Caixa Econômica Federal também se reuniram e optaram por manter a paralisação

Mato Grosso
As atividades continuam paralisadas nas agências da Caixa Econômica Federal. 

Minas Gerais
Os bancários de Uberlândia decidiram, em assembleia, encerrar a paralisação e retomar ao trabalho nesta terça. Também houve decisão pelo fim da greve em cidades da Zona da Mata.

Paraná
Funcionários do Banco do Brasil rejeitaram a proposta. 

Pernambuco
O único que permanecerá de portas fechadas é o Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Os funcionários do BNB não aceitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Rio Grande do Norte
Os bancários do Rio Grande do Norte encerraram a greve iniciada em 30 de setembro e voltaram ao trabalho nesta terça-feira (7). No RN, apenas os funcionários do Banco do Nordeste permanecem em greve.

Rio Grande do Sul

Rio de Janeiro

Santa Catarina

São Paulo

 

Com título da Redação

Compartilhar: