Pular para o menu
1437504276
Mossoró

Movimentos sociais decidem apoiar greve dos petroleiros no próximo dia 24

Norte-rio-grandenses rejeitam corte de investimentos e venda de ativos

21 de julho de 2015 às 15:44

destaque

Foto: Arquivo

A Direção Colegiada do SINDIPETRO-RN participa, nesta quarta-feira, 22, em Mossoró, de uma reunião com as entidades que organizam o movimento denominado “Grito dos Excluídos”. Entre outros objetivos, as organizações sindicais e populares presentes discutirão o apoio à realização da greve nacional de 24 horas, programada pela categoria petroleira para o próximo dia 24 de julho.

A paralisação repudia o Plano de Negócios e Gestão – PNG – recentemente aprovado pelo Conselho de Administração da Petrobrás e faz um alerta à sociedade norte-rio-grandense: o Plano prevê cortes de US$ 89 bilhões nos investimentos, além de uma arrecadação de US$ 57 bilhões, proveniente da venda de ativos, admitindo-se, inclusive, a possibilidade de alienação de empresas e de campos de produção.

Para o movimento sindical petroleiro, tais metas põem em risco o caráter integrado do Sistema Petrobrás, ameaçando milhares de empregos, especialmente entre os trabalhadores terceirizados. Também deverão afetar negativamente diversas economias locais em que a indústria do petróleo tem peso significativo.

Isto, porque, ao decidir concentrar recursos em atividades de exploração e produção na área da camada pré-sal, a fim de satisfazer a sede de lucros dos acionistas privados, criando um modelo de empresa segmentada, focada na exportação de óleo cru, o novo PNG leva a Petrobrás a abrir mão de seu papel estratégico, de instrumento estatal de fomento ao desenvolvimento e de diminuição das desigualdades regionais.

No Rio Grande do Norte, por exemplo, apesar de o Estado ser atualmente responsável por apenas 2% da produção nacional, o setor petróleo é responsável por quase 40% do Valor Bruto da Produção Industrial (VBPI). Qualquer redução nos níveis de investimento programados pela Petrobrás, trará forte impacto na economia local, gerando retração da atividade produtiva, com reflexos nos níveis de emprego e rebaixamento das condições de vida.

A reunião das entidades envolvidas com a organização do Grito dos Excluídos agendada para esta quarta-feira, 22, às 17h30, na sede do Sindicato dos Comerciários de Mossoró, acontece como desdobramento da plenária promovida na subsede do SINDIPETRO–RN, na última quinta–feira, 16, na qual participaram representantes da CTB, CUT, CONLUTAS e autoridades políticas locais.  

Compartilhar: