Pular para o menu
1458228871
Apoio à Democracia

SINDIPETRO-RN repudia ações de juiz e conclama categoria para Ato

Frente Brasil Popular conclama categoria para protesto contra golpe e estado de exceção

17 de março de 2016 às 12:34

destaque

Foto: Arquivo

O SINDIPETRO-RN vê com muita preocupação o agravamento da crise política e as tentativas de golpe que vêm em crescendo rapidamente desde a derrota da Direita nas últimas eleições. O monitoramento por meio de grampos telefônicos ilegais, o vazamento gravações sigilosas, o sequestro do ex-presidente Lula sob o falso argumento de “condução coercitiva”, bem como o uso de tudo isso pela grande mídia como instrumento de manipulação política do povo se configura em práticas de exceção contrárias ao Estado Democrático de Direito.

O pior é considerar que as gravações foram feitas no Palácio do Planalto e a mando de uma figura pública do poder judiciário, o juiz Sérgio Moro, a quem caberia zelar pela democracia, por meio do que está escrito na constituição brasileira e seguir o código de ética de sua profissão. Isso só nos dá mais certeza de que tal juiz está exacerbando das suas funções conforme criticado por Marco Aurélio, juiz do STF.

Manifestação pela Democracia

Neste sentido, o SINDIPETRO-RN juntamente com as entidades que compõem a Frente Brasil Popular, conclama a categoria petroleira a participar do ato em defesa da Democracia e contra o estado de exceção, imposto pelo juiz Moro, que ocupará ruas e praças de todo o país no próximo dia 18 de março. Aqui em Natal a manifestação será realizada em frente ao shopping Midway Mall, e terá concentração a partir das 15h.

A Democracia é a maior conquista do povo brasileiro, não podemos vacilar. É preciso juntar-se aos movimentos sociais, aos trabalhadores e trabalhadoras de outras categorias e a juventude para defender essa conquista histórica e que custou a vida de tantos brasileiros.

Defender essas conquistas é dever de todos os cidadãos, para preservar o direito de escolher livremente seus representantes e usufruir de todas as prerrogativas exercidas a partir da soberania do Estado mediante um sistema partidário pluralista, com liberdade de imprensa, de manifestação, de associação e de organização política e respeito às liberdades democráticas.

Compartilhar: