Pular para o menu
1303761571

Trabalhadores de 50 países marcharão em Cuba no 1º de maio

25 de abril de 2011 às 16:59

Milhares de estrangeiros de quase 50 países acompanharão os cubanos durante os desfiles em todo o país no próximo 1º de maio, Dia Internacional dos Trabalhadores, destacaram fontes jornalísticas da Ilha.

Durante as marchas se exigirá a libertação imediata dos cinco antiterroristas cubanos presos nos Estados Unidos há mais de 12 anos, afirmou Ermela García, membro do Secretariado Nacional da Central de Trabalhadores de Cuba em declarações citadas pelo Juventude Rebelde.

Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero, Fernando González e René González foram presos em Miami em setembro de 1998 quando se infiltraram em organizações baseadas nessa cidade com planos violentos contra a nação caribenha.

Os organizadores preveem que a jornada também seja de respaldo à política econômica e social aprovada recentemente pelo 6º Congresso do Partido Comunista de Cuba, que ocorreu na semana passada em Havana.

Na capital cubana, a marcha será iniciada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Educação e encerrada por um bloco de jovens.

 

Portal Vermelho

Compartilhar: