Pular para o menu
1571058663

Campanha “Pelo Povo Potiguar, a Petrobrás fica no RN!” recebe apoio de Arcebispo de Natal

14 de October de 2019 às 10:11

destaque

Foto: Deivson Mendes

Mais um nome de grande importância aderiu a campanha “Pelo Povo Potiguar, a Petrobrás fica no RN!”. Desta vez foi o Arcebispo da Arquidiocese de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha que anunciou seu apoio em uma reunião realizada com a diretoria do SINDIPETRO-RN, na última sexta-feira, 11, na Catedral Metropolitana de Natal.

Na intenção de aglutinar forças e se opor a saída da Companhia do Estado, o coordenador geral do SINDIPETRO-RN, Ivis Corsino levou a solicitação a mais essa representação potiguar. “Nosso objetivo é ampliar a união de diversos setores para sensibilizar a sociedade e a classe política para nos ajudar num debate objetivo, honesto e transparente das atividades da Petrobrás no Estado e no nordeste brasileiro”, disse ele.

A iniciativa da direção do SINDIPETRO-RN, foi muito bem recebida pelo bispo que está à frente da Arquidiocese de Natal desde o ano de 2012. Sua adesão vai colaborar no fortalecimento da campanha que já conta com mais de 40 entidades em todo o Rio Grade do Norte.

Dom Jaime se mostrou sensibilizado e preocupado com o indicativo de encerramento das atividades da Petrobrás no Estado e recordou com carinho a prosperidade econômica que a estatal trouxe para os municípios produtores.

“Lembro quando me ordenei padre em 1975 e atuei nas cidades de Macau, Pendências e Alto do Rodrigues. Quando a Petrobrás chegou nessas cidades foi um alento para população. Existia uma média de 16 firmas atuando na área, gerando centenas de empregos. Também me recordo que não existia água saneada, as ruas não eram asfaltadas e mal se via telefone nos ambientes públicos”, destacou o arcebispo.

Fortalecendo as informações sobre o desenvolvimento social e econômico promovido pela Petrobrás no RN, Ivis ressaltou as consequências do desinvestimento da Estatal.

“A Petrobrás mantém relação com 16 municípios produtores de petróleo, além das 97 cidades que recebem royalties mensais via Servidão de Passagem, no caso de algum duto da companhia passe pela cidade. Com o desinvestimento da Companhia nos últimos anos chegamos a uma marca de 16 mil desempregados diretos e mais 30 mil indiretos. Hotéis, restaurantes, empresas de transporte e vários outros seguimentos estão sentindo com a falta de investimentos da Empresa”, lembrou o coordenador.

Novas reuniões serão deliberadas para traçar os rumos da campanha em parceria com as demais entidades apoiadoras.

 

 

Compartilhar: