Pular para o menu
1352465930

Pré-sal bate recorde, mas produção de petróleo do Brasil cai

09 de November de 2012 às 09:58

A produção de petróleo brasileira no mês de setembro foi 8,4 por cento menor que no mesmo período de 2011, atingindo 1,924 milhão de barris diários em média, ante 2,099 milhões de barris/dia um ano antes, informou nesta quinta-feira (8) a Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP).


Em comparação com o volume bombeado em agosto, de 2,004 milhões de barris/dia, houve redução de 4%.

O campo de Marlim Sul, na bacia de Campos, foi o que mais produziu petróleo e o segundo maior produtor de gás natural, com média de 318,1 Mboe/d. Aproximadamente 89,9% da produção de petróleo e 76% da de gás natural foram explotados de campos marítimos. 

Cerca de 93,7% da produção de petróleo e gás natural são provenientes de campos operados pela Petrobras. Dentre os 20 maiores campos produtores de petróleo e gás natural, 2 são operados por empresas estrangeiras: Statoil (Peregrino) e Shel (Ostra). O campo de Baleia Azul, que iniciou a produção neste mês, teve média de aproximadamente 23,6 Mboe/d. 

A produção de petróleo e gás natural em setembro foi oriunda de 9.059 poços, sendo 778 marítimos e 8.281 terrestres. A plataforma P-56, no campo de Marlim Sul, foi a que mais produziu, com média de 144,4 Mboe/d. 

Pré-sal 

Três novos poços entraram em produção em reservatórios do Pré-sal no campo de Baleia Azul, operado pela Petrobras. Um deles já está entre os 30 maiores produtores, com uma média de produção de 15,6 Mboe/d. Dentre os 13 poços produtores do Pré-sal, 8 figuram nessa lista. 

Os outros 10 poços estão localizadas nos campos de Jubarte (1), Lula (5), Caratinga e Barracuda (1) Marlim Leste (1), Marlim e Voador (1) e Barracuda (1). A produção média do pré-Sal registrou um novo recorde, com 182,6 Mbbl/d de petróleo e 5,9 MMm3/d de gás natural, totalizando 220,1 Mboe/d, que corresponde a um aumento de 8,3% em relação ao mês passado. É o terceiro mês consecutivo que a produção média do Pré-Sal fica acima de 200 mil barris de óleo equivalente por dia. 

A produção média de gás natural no Brasil foi de aproximadamente 71,7 MMm3/d, um aumento de aproximadamente 9,9% em relação ao mesmo mês do ano passado. O maior produtor foi o campo de Manati, na Bacia de Camamu (litoral da Bahia), com uma produção média de 6,7 MMm3/d. O aproveitamento de gás natural na fase de produção foi de 94%. 

Fonte: Monitor Mercantil

Compartilhar: