Pular para o menu
1308752561
Petrobrás não avança nas negociações

FUP convoca Conselho Deliberativo para o dia 27

Reivindicações referentes à PLR futura e à distribuição igual para todos é negada pela Petrobras

22 de junho de 2011 às 11:22

destaque

Foto: Arquivo

Nesta terça-feira, 21, a FUP voltou a se reunir com a Petrobrás para dar continuidade à negociação da PLR, reiterando que a proposta apresentada no último dia 09 não contempla os petroleiros. A Federação cobrou uma nova proposta da empresa, com base nas reivindicações dos trabalhadores referentes à PLR futura e à distribuição igual para todos de 25% dos dividendos pagos aos acionistas. Através da assessoria econômica do Dieese, a FUP comprovou em mesa que a Petrobrás tem plenas condições de atender à proposta da categoria, contemplando por igual todos os trabalhadores, valorizando, desta forma, quem de fato produz as riquezas geradas para o país.

Bônus – Outro ponto enfocado pela FUP na reunião foi o repúdio a qualquer tipo de privilégios para as gerências e demais cargos comissionados. A Federação cobrou que Petrobrás não repita o indecoroso pagamento de bônus que foi feito no ano passado. A empresa, além de não ter apresentado uma nova proposta, também não atendeu à cobrança da FUP, negando-se a assumir qualquer compromisso de que não haverá privilégios para os cargos de confiança.  A FUP ressaltou que esta questão é ponto fundamental para o processo de negociação da PLR.

PLR futura – A FUP também voltou a cobrar um posicionamento da Petrobrás sobre as PLRs futuras, mas a empresa continua sem uma resposta, alegando que depende de decisão do DEST. Na próxima terça-feira, 28, a FUP terá uma reunião com o Departamento para tratar desta questão.

Conselho Deliberativo - Diante da recusa da Petrobrás em avançar nos pontos cobrados pelos trabalhadores, a FUP está convocando uma reunião do seu Conselho Deliberativo para a próxima segunda-feira, 27. A direção da FUP e os sindicatos filiados irão discutir e apontar os próximos passos da campanha de PLR, inclusive um calendário de mobilizações para fazer a empresa avançar na negociação.

Fonte: FUP

Compartilhar: